MAM é palco de performance teatral gratuita neste domingo (14), às 15:30h

O ator e dramaturgo baiano, Leno Sacramento, integrante do Bando de Teatro Olodum, se inspira no monólogo En(cruz)ilhada para a performance teatral no MAM à convite da Pinacoteca do Beiru.

 

A Galeria 3 do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Bahia, Av. Contorno, s/nº – Solar do Unhão), em Salvador, se transforma em palco às 15:30h deste domingo (14), para a performance teatral ‘Nas Encruza’ do ator e dramaturgo baiano, Leno Sacramento (Bando de Teatro Olodum). O acesso é gratuito e será complementado por uma leitura da publicação ‘Para Desgraça – uma quarta para não esquecer’. O livro escrito por ele, relata uma abordagem policial que Leno sofreu em 2018 na Avenida Sete de Setembro, quando levou um tiro e foi parar no hospital. O título reproduz a fala do policial que o atingiu.

A performance integra a programação criada pela Pinacoteca do Beiru para o ‘Programa de Residências Artísticas do MAM’ que ocupa a Galeria 3 desde outubro (2021), ação que se prolonga até a primeira semana de janeiro (2022). ‘Nas Encruza’ é inspirada no espetáculo ‘En(cruz)ilhada’ monólogo de Leno que aborda problemas recorrentes na sociedade baiana e brasileira. “Com essa performance seguimos apontando mais problemas que atingem diretamente o povo preto, dessa vez o julgamento precoce e suas causas, genocídio, solidão de gêneros e morte declarada aos candomblecistas”, explica Leno.

‘Nas Encruza’, performance teatral de Leno Sacramento. Imagem: Haroldo de Deus.

FILMES, TV GLOBO E COLETIVOS – Leno Sacramento é ator e professor de teatro. Estreou aos 19 anos no Bando do Teatro Olodum, participou da peça Erê, sendo efetivado no grupo e iniciando carreira. Atuou nos espetáculos Ópera dos três mirréis (1996) e Ópera dos 3 reais (1998), baseados em A Ópera dos três vinténs (Brecht/Weill), além de Cabaré da RRRRaça e Ó paí, ó! Nascido na Liberdade (Linha 8), Leno atuou nos filmes Cidade Baixa, Jardim das Folhas Sagradas, Besouro e Ó paí, ó!. Na televisão, participou da série Ó paí, ó, na Rede Globo.

Além de performances como a de Leno, a Pinacoteca do Beiru promove na Galeria 3 a visitação gratuita ao ateliê montado pelo artista Anderson AC – criador da Pinacoteca – onde ele estará trabalhando, leituras públicas, aulas, oficinas, incluindo até uma apresentação de música jamaicana e DUB, além de rodas de conversa envolvendo música da diáspora. Nos próximos dias 21 de novembro, 5 e 19 de dezembro, continuam as ‘Oficinas de Arte para Crianças’ – também gratuitas – em duas turmas: 15h às 16h e 16h às 17h, que estão sendo sucesso de público. Para todas as atividades é obrigatório o uso de máscaras faciais.

Além da Pinacoteca, o MAM já planeja outras residências com mais coletivos e grupos que atuam na Bahia. Mais informações: acompanhe nossas redes sociais (instagram e facebook), site www.mam.ba.gov.brou via telefone (71) 31176132 (9h às 12h e das 13h às 15h). O MAM funciona de terça-feira a domingo com entrada gratuita. A exposição ‘O Museu de Dona Lina’ e a residência da Pinacoteca ficam abertas à visitação de 13h às 17h. O café, cinema Saladearte e os pátios de 12h às 20h. O MAM-Bahia é um equipamento da Secretaria de Cultura/IPAC.

 

Assessoria de Comunicação – MAM
Geraldo Moniz de Aragão (1498-mte.ba)
geraldomoniz.mam@gmail.com, 071 99102.7394
Fotos ‘Leno Sacramento’: Heraldo de Deus
Fotos MAM: Geraldo Moniz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *